Dicas de como cuidar do seu bonsai e mantê-lo sempre vigoroso e saudável

INTRODUÇÃO

A tradução literal do ideograma japonês bonsai é: plantado em uma bandeja, ou seja, é a arte que consiste em manter uma planta por tempo indeterminado em um pequeno recipiente (vaso raso), controlando seu crescimento e modelando-a lentamente ao longo do tempo. Segundo registros, a arte do bonsai se originou na China há aproximadamente 2.000 anos, e somente foi introduzida no Japão por volta do ano 1.200, sendo este país, o principal responsável pela sua difusão e desenvolvimento. Durante séculos, da mesma forma que em quase todas as artes, o bonsai esteve reservado a setores privilegiados da sociedade e suas técnicas eram transmitidas apenas de pais para filhos e de mestres a discípulos.

Na atualidade o bonsai está amplamente difundido em todo o mundo, não somente como um hobby, mas também como uma forma diferenciada de arte terapia. Cultivar um bonsai não é muito diferente de qualquer outra tarefa da jardinagem convencional, para tanto, é necessário apenas que sejam aplicadas intervenções mais pensadas. Por este motivo, está ao alcance de qualquer  pessoa que sinta uma inclinação pela natureza, ou que saiba apreciar a satisfação de dar forma a uma árvore recriando paisagens, montanhas e bosques. Assim é o bonsai, a conjugação de arte e natureza, guiadas pelas mãos do homem. Suas origens milenares e orientais provem de uma concepção particular do universo, onde nela o ser humano não é o centro, mas sim “parte de...” e onde a sabedoria provem da contemplação. 

Cambuí Jabuticaba Híbrida

Bonsai de espécies nativas do Brasil; Cambuí e Jabuticaba.

    

TÉCNICAS DE MANUTENÇÃO

As técnicas de manutenção que serão descritas a seguir, não são diferentes das técnicas que normalmente são empregadas no cultivo das plantas ornamentais convencionais. Dizem respeito aos cuidados básicos que devem ser tomados para que as plantas de uma forma geral se mantenham com todo o seu esplendor, independentemente das técnicas de formação e modelagem que possam ser aplicadas com o passar do tempo. Para que possamos aplicar estas técnicas com segurança, é imprescindível que o bonsai esteja crescendo saudável e vigoroso.


AMBIENTE

O ambiente aonde o bonsai será cultivado é de extrema importância para o seu bom desenvolvimento. Devemos lembrar que o bonsai antes de tudo é uma árvore, e se o ambiente não for propício para o crescimento de plantas em geral, com certeza não haverá sucesso no seu cultivo. Não existem espécies de plantas para interior, mas sim condições de interior que permitem o cultivo de praticamente qualquer tipo de planta, inclusive os bonsai. Existem dois tipos básicos de locais onde os bonsai podem ser cultivados, os ambientes internos e os externos.

- Interno

A adaptação de um bonsai em um ambiente interno vai depender que o local reúna condições ambientais mínimas no que se refere à luz, temperatura e umidade. A luz é o elemento mais importante, portanto o lugar ideal para situá-lo dentro de casa será em um local arejado e perto de uma janela grande e iluminada, e afastado de locais que irradiem calor, como por exemplo, um aparelho de TV.  A distância máxima da janela deverá ser em torno de um metro.

- Externo

O melhor lugar para se cultivar o bonsai é sem dúvida o ambiente externo, inclusive ficando exposto ao sol direto, vento e chuva, como uma árvore na natureza. Devemos apenas evitar as horas de sol mais quentes no verão, onde o ideal será colocá-lo em um local mais sombreado. Em regiões com invernos rigorosos, devemos proteger as plantas mais sensíveis das possíveis geadas.

 

REGA

A rega é o principal fator que determina o sucesso no cultivo do bonsai, pois os vasos são pequenos e rasos e por este motivo, exigem regas mais frequentes que as plantas cultivadas em vasos normais. A rega deverá ser feita com um mangueira ou regador de bico fino, e em toda a extensão do vaso. Repetimos esta operação várias vezes até que a água comece a sair pelos orifícios de drenagem. O ideal é voltarmos a regar somente quando a superfície do vaso estiver levemente seca para evitarmos que o solo permaneça sempre encharcado. Para vasos pequenos a rega deverá ser diária, sendo que no verão talvez seja preciso regar mais de uma vez ao dia. No caso de viagens curtas, deixar o vaso imerso até a metade em um recipiente com água.


PULVERIZAÇÃO

Assim como regar adequadamente os bonsai é imprescindível para sua sobrevivência, a pulverização também é importante para limpar o pó das folhas, proporcionar umidade e refrescar as plantas nos momentos mais quentes do verão. A pulverização é muito conveniente quando as plantas se encontram em um ambiente interno, aonde nunca chega a chuva nem o orvalho da manhã. Nestes casos, o bonsai deverá ser borrifado, se possível, várias vezes ao dia. Nunca devemos utilizar o pulverizador para "regar" os bonsai, já que molharíamos somente a superfície do solo e a água não chegaria até as raízes mais profundas.

ADUBAÇÃO

A maneira mais fácil e prática de fornecer nutrientes ao bonsai é através de adubos químicos NPK que contenham micronutrientes. No caso dos adubos líquidos encontrados no mercado, utilizar metade da recomendação indicada pelo fabricante e seguir as indicações de aplicação descrita na embalagem do produto. Adubar a cada quinze dias na primavera e no outono, e uma vez por mês no verão e no inverno.


PRAGAS E DOENÇAS

As pragas e doenças que afetam os bonsai são as mesmas que encontramos nas plantas convencionais, portanto o tratamento será praticamente o mesmo. Muitos dos problemas que aparecem estão relacionados com a falta ou excesso de regas e nos bonsai de interior com a falta de luz, ventilação e umidade ambiental. Hoje encontramos com facilidade no mercado, produtos diversos para o tratamento. Nos desenhos abaixo relacionamos as pragas mais comuns.

Pulgão Acaro Cochonilhas Moscas

 Da esquerda para direita; Pulgão, Ácaro, Cochonilha e Mosca Branca.

 

TRANSPLANTE

Esta técnica consiste em retirar a planta do vaso, desfazer com cuidado o torrão com um “hashi” (palito de bambu ou madeira) ou garfo e cortar cerca de 30 a 40% das raízes. Em seguida, preparamos o novo vaso, com pedaços de tela plástica nos orifícios de drenagem e colocamos um pouco de substrato no fundo. Plantamos novamente a árvore preenchendo os espaços vazios com um novo substrato, utilizando o “hashi” para fazer com que a terra penetre no meio das raízes.  A frequência do transplante varia conforme a espécie e a idade da árvore, mas em geral podemos dizer que os bonsai mais jovens devem ser transplantados a cada um ou dois anos, e os mais maduros a cada três ou cinco anos. A melhor época para realizarmos esta operação é no final do inverno ou início da primavera. O substrato utilizado deverá ter uma boa drenagem com pelo menos 30% de areia grossa ou pedrisco em sua composição. 
Após o transplante é conveniente deixarmos o bonsai na sombra por aproximadamente trinta dias.

 

TÉCNICAS DE MODELAGEM

As técnicas que permitem conduzir o crescimento do bonsai são denominadas de técnicas de modelagem e as principais são: a pinçagem, a poda e a aramação. Podem ser utilizadas  em conjunto ou separadamente conforme o caso. A maneira de se realizar a poda e a pinçagem podem variar de espécie para espécie, mas as bases do processo serão comentadas a seguir.

PODA

Na arte do bonsai a poda é sinônimo de modelagem. Podar é dirigir a formação de uma árvore dentro do estilo desejado eliminando os galhos defeituosos e desnecessários. A melhor época para podar coincide com o período de repouso vegetativo do bonsai, ou seja, durante o inverno. Nas podas mais drásticas é indicado utilizar nos cortes uma pasta cicatrizante para evitar a entrada de fungos e bactérias.  Os alicates ou tesouras de poda bem afiados ajudam na realização de cortes limpos e precisos.

PINÇAGEM

A pinçagem é utilizada para aumentar à densidade da folhagem, reduzir o tamanho das folhas e complementar a formação do bonsai. Deixamos crescer seis a oito pares de folhas e então cortamos o broto deixando apenas um ou dois pares, repetindo este processo durante toda a estação de crescimento. A forma ideal que devemos tentar dar à copa da árvore é um formato cônico e será através das pinçagens consecutivas que conseguiremos dar o formato desejado.


Nos bonsai que já tem a copa definida, as pinçagens também devem ser feitas regularmente para que estes não percam a forma. Se deixarmos o bonsai crescer livre, perderemos a forma em pouco tempo. Devemos utilizar uma tesoura bem afiada para não mastigar os brotos, ou até mesmo os dedos para arrancar a extremidade dos novos brotos. Os brotos ladrões que saem da base do tronco devem ser eliminados assim que surgirem para não roubarem a força de crescimento da árvore.


Nas coníferas em geral, ou seja, nos “cedrinhos”, devemos utilizar a ponta da tesoura para cortar a base dos brotos e evitar cortar a extremidade das folhas, pois estas quando cortadas ficam com um aspecto feio de queimado.

 

ARAMAÇÃO

A aramação é uma técnica de formação complementar da poda que serve para corrigir defeitos e orientar o crescimento do tronco e galhos de forma ordenada. Devemos colocar o arame nos galhos que iremos trabalhar e com uma ligeira pressão dos dedos sobre o arame enrolado, dobramos o galho suavemente, colocando-o na posição desejada. A melhor época para a colocação do arame é de maio a setembro.
Os arames devem ser colocados conforme indicado nos desenhos abaixo e retirados antes que marquem profundamente a casca da árvore. Os arames de alumínio e cobre são os melhores por serem mais flexíveis e para cada diâmetro de galho, utilizaremos arames de diferentes espessuras. Em muitos casos precisaremos repetir o processo varias vezes para atingirmos o resultado que buscamos.

 

Nos desenhos abaixo podemos observar o galho na posição original, onde passamos o arame para coloca-lo em uma posição mais adequada. No desenho seguinte observamos o galho na nova posição, sendo que o arame deverá permanecer no galho até que este se mantenha com a forma desejada, ou então que o arame começe a marcar a casca.

 

 

Sistemas de Frete

Visitantes On-Line

Temos 236 visitantes e Nenhum membro online

Segurança nas compras

  

 

Visite nosso FacebookCompartilhe com seus amigos

Informações de Contato

Bonsai do Campo Ltda.

 Estrada Nova Restinga, S/N C.P. Nº 09
Porto Amazonas, PR - Cep 84140-000

  www.bonsaidocampo.com.br

 contato@bonsaidocampo.com.br

  +55 42 3256-2166

  +55 42 9113-5506

CNPJ - 11.084.181/0001-06

JoomShaper